Encontro do Rio Negro e Solimões – Amazônia

Viajantes, bom dia! O que tenho para compartilhar hoje é um dos encontros mais massas que já vi. Não um encontro de duas pessoas, mas da beleza da natureza, lá para os lados da Amazônia. O encontro das águas do Rio Negro e do Solimões. A imagem pode até não parecer bonita, mas de perto é muito.

rio negro e solimões 2

Esse é um grande fenômeno que acontece na junção entre o rio Negro, de água preta, e o rio Solimões, de água barrenta, onde as águas dos dois rios correm lado a lado sem se misturar por uma extensão de mais de 6 km. É uma das principais atrações turísticas da cidade de Manaus.

O interessante é entender porque esse fenômeno acontece. Ocorre em decorrência da diferença entre a temperatura e densidade das águas e, ainda, à velocidade de suas correntezas: o Rio Negro corre cerca de 2 km/h a uma temperatura de 28°C, enquanto que o Rio Solimões corre de 4 a 6 km/h a uma temperatura de 22°C. A diferença parece pequena, mas já é o bastante para eles não se misturarem.

Muitas agências de turismo oferecem passeio na região, com roteiros que costumam incluir uma volta pela região. O melhor período para fazer esse passeio é entre janeiro a julho, onde o rio fica cheio e da para observar melhor o encontro das águas.

R

rio negro e solimões 3

Para os amantes de natureza esse é um passeio que não pode faltar. É muito bacana essa sensação de estar em dois lugares ao mesmo tempo, já que as duas partes do rio não se misturam.

I’ll back!

About The Author

SealBag | Criado por pessoas que viajam!

Related posts

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *