Vida de Comissária | Entrevista com Carolina Severo

Estreia a série de entrevistas com viajantes convidados que compartilharam curiosidades e dicas sobre locais e claro, um pouco de sua história.

Para iniciar esta série de posts, convidamos a Carolina Severo para contar um pouco sobre a vida de comissária e responder sobre as curiosidades do mundo fascinante da aviação, uma profissão que deve ser respeitada e valorizada pois nem todos os passageiros devem ser fáceis de lidar e temos certeza que todos já presenciaram muitas situações durantes os voos em suas viagens.

 

Nome | Carolina Severo

.

Instagram | @carolinaasevero

.

Estado Civil | Solteira

.

Há quanto tempo trabalha como comissária?

Em novembro irei completar 1 ano, ainda tenho muito o que aprender e vivenciar nessa faculdade de vida que é a aviação.

 

Cia aérea que trabalha atualmente?

GOL Linhas Aéreas Inteligentes

.

Opera em destino Nacional e/ou Internacional ?

Em destinos internacionais e nacionais.

.

Quando decidiu se tornar comissária?

Em torno dos meus 13 anos de idade quando fui viajar para o Rio de Janeiro pela primeira vez de avião. Duas horas de voo foram suficientes para minha admiração pela profissão começar a se manifestar. De admiração passou a ser uma curiosidade, a qual aliada ao meu gosto de estudar me impulsionou a pesquisar para saber mais da profissão.

.

Sofreu influência de alguém?

Não. Não possuo nenhum familiar ou amigo que trabalha no contexto da aviação. Minha influência foi a curiosidade acrescida do meu gosto de sempre querer aprender mais.

.

Em média, quanto tempo passa longe de casa?

Por regulamentação podemos ter voos de no máximo seis dias.

.

Como é a escala de trabalho de um comissário?

Cada mês é uma escala de voo diferente, com tripulações e destinos diferentes. Há meses que são mais puxados e há outros que são mais tranquilos. Em meses de alta temporada de férias voa-se significativamente mais, mas sem deixar de seguir a regulamentação.

.

Tem direito a passagem aérea gratuita?

Sim. Para voos com destinos nacionais a passagem aérea é gratuita tanto na própria empresa quanto nas demais. Isso se dá pelo motivo de termos conquistado o direito do Passe Livre. O Passe Livre nos possibilita a viajar pelas demais companhias, mas desde que estejamos devidamente uniformizados e solicitamos o passe livre antes.

Além disso, só embarcamos se há assento disponível. Quanto aos destinos internacionais não é gratuito mas temos o benefício do MyIDTravel que é maravilhoso, pois nos possibilita a viajar para qualquer lugar do mundo.

Quanto tempo a tripulação do mesmo avião convive junta?A rotatividade da tripulação é alta? É sempre uma surpresa ou costuma saber quem vai estar no seu voo?

Pode-se conviver com uma mesma tripulação, no máximo, seis dias por motivo de ser o período máximo de um voo pela regulamentação. Atualmente, a rotatividade da tripulação é alta, começamos com uma tripulação e podemos terminar com outra, por diversos fatores. Normalmente, é sempre uma surpresa, por conta de serem muitos tripulantes de diversas bases.

Na Gol, por exemplo, há voos saindo e chegando de Porto Alegre, Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, ou seja, são muitos tripulantes. Em bases menores, por exemplo, em Porto Alegre, a possibilidade de voarmos com o mesmo colega é maior, então algumas pessoas já se tornam conhecidas, mas mesmo assim é difícil conhecer todos, acaba por ser sempre uma surpresa.

.

Destino dos sonhos que já esteve ou sonha em conhecer?

Orlando, sonho em conhecer a Disney.

.

Já passou algum perrengue durante o voo ou em visita a outra cidade/país?

Cada voo é um voo. Tudo ocorre, normalmente e como o esperado, de forma tranquila e, sobretudo segura. Mas entre um perrengue e outro foram turbulências fortes e situações que eu, como novata de profissão e experiência, fiquei de primeiro momento sem reação.

Primeira situação: Minha tripulação era somente de homens, voo noturno, de repente um passageiro chama, tomo a iniciativa e vou até lá. Chegando era uma moça com três filhos, um bebê de colo, outro em torno de 4 aninhos e uma menininha de 2 anos que precisava ir no banheiro. A moça olha para mim e diz: Comissária preciso de ajuda, tu prefere ficar com os dois ou levar minha filha ao banheiro, ela precisa tirar a fralda. Eu, por minha vez, optei por trocar a fralda da Betina. Ganhei uma amiguinha no voo, melhor recompensa não há! hehehe

Segunda situação: Um passageiro pede para sentar ao lado dele durante todo o voo, porém, por medida de segurança, não podemos desguarnecer as portas, sobretudo, na decolagem e pouso. O passageiro suava frio e tremia de modo a deixar todos da tripulação preocupados. Fim da história: Pediu para desembarcar, pois assumiu ter uma fobia séria com aviões. (Foi a primeira pessoa que vi suar frio).

.

Uma cantada inteligente e/ou péssima que já recebeu?

As cantadas são diversas e de caráter péssimo, na maioria das vezes. Há alguns elogios especiais. Uma situação que me marcou referente a isso, foi um elogio vindo de uma pequena menina de 3 aninhos, a Laura. Estávamos realizando o serviço de bordo quando ela olhou para mim e disse: Tu é muito linda. Ganhei o meu dia! Ganhei o voo!

.

Situação constrangedora/inusitada durante o voo?

Estava fazendo a demonstração de segurança, segurando a máscara de oxigênio, quando uma senhora levanta o dedo e a olho e ela diz: Comissária, pode pegar a revista para mim?

(Como assim, no meio da demonstração de segurança pedir a revista e, além disso, sem pedir por favor?)

.

Que tipo ou atitude do passageiro mais te irrita?

Falta de educação que envolve falta de bom senso e muito egocentrismo. Infelizmente é comum por parte de muitos.

.

Alguma história de um passageiro que te marcou?

Cada passageiro traz uma história, porém infelizmente não podemos ouvir e/ou conversar com todos. Assim sendo, posso estar esquecendo de alguma história, mas entre as poucas que  já ouvi, uma que me marcou foi a história de um casal de senhores com 50 anos de casados que tiram, no mínimo, 4 meses, para se renovarem o amor.

.

Já foi presenteada por passageiros?

Sim. Já ganhei livros, rosas feitas de guardanapo, desenhos. Por falar nisso, guardo tudo em uma caixinha e entre os presentes que mais gostei foi o desenho de uma moça que me desenhou de uniforme, óculos e perfeitamente de uniforme em um guardanapo da Gol.

.

Os passageiros possuem apelidos entre a tripulação? 

Em certos voos sim, mas sempre de forma descontraída e nunca de forma ofensiva.

.

Qual o maior desafio de preparar a bagagem de um tripulante? Quais são os itens básicos e obrigatórios que o comissário deve levar? 

O maior desafio, às vezes, dependendo do tempo de voo, é o espaço. Às vezes pernoitamos em três lugares com temperaturas diferentes, o que exige roupas adequadas para cada clima.

Conforme o tempo vai passando, a experiência vai crescendo e vai se aprendendo a organizar a mala, alguns itens passam até a serem fixos.

Para mim os itens básicos e obrigatórios são: roupa de ginástica, pijama, produtos de higiene, chinelo de dedo, peça extra do uniforme, uma calça, casaquinho, vestinho e/ou short, blusa e é, claro, um bom livro, fones de ouvido, tablet e cadernos da faculdade. Já na bolsa de mão não pode faltar uma barrinha de cereal, bolacha, cházinho, etc. Chamos de kit de sobrevivência hehe

.

Onde lavam as roupas no destino?

Chegamos no hotel, preenchemos um papel com o horário de saída, quarto e nome, colocamos o uniforme dentro de uma sacola e colocamos a mesma para fora da porta. Em alguns hotéis o funcionário bate na porta e entregamos a sacola com o uniforme dentro. Em torno de 1 a 2 horas antes da apresentação o uniforme será entregue lavado e passado.

.

Já encontrou algum objeto estranho de passageiro no chão da aeronave?

Ainda não.

.

Dica pra quem pretende ser tripulante?

Invista! Porém nunca se esqueça que aprender sobre a aviação é diferente de sentir um voo. A rotina de um comissário de voo exige muito além do que um serviço de bordo eficaz com sorrisos e cordialidade. Exige disciplina, inversão de horários, organização, dedicação e, sobretudo, paixão por voar e servir.

.

Alguma curiosidade que queira compartilhar sobre a profissão que os passageiros não imaginam?

Todo o ano revisamos todos os procedimentos de segurança do manual em 5 dias. No último dia é realizado o cheque, o qual é uma prova oral realizada dentro do avião sobre todos os procedimentos e equipamentos de segurança.

 

Obrigado Carol pela participação!

 

About The Author

SealBag | Criado por pessoas que viajam!

Related posts

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *